Arquivo do autor:Estaleiro Kalmar

Lancha 27 pés “Cruela”

Lancha 27 pés navegando

Trabalho de redesenho e reconstrução de uma antiga e renomada lancha Carbras Mar. O casco em madeira foi mantido e toda a estrutura de cabine e interior foi reconstruída segundo o projeto de Ricardo Rinaldi e as escolhas do cliente. O desenho da casaria foi inspirado nos clássicos lobster boats americanos enquanto o layout interno seguiu uma linha simples de barco pra passeio diurno. Os acabamentos seguem o típico padrão Kalmar com acabamentos em verniz e pintura.

Lobster Boat L35 Classic

Trawler estilo classico em madeira 35 pés - Lobster L35 Classic

A versão Classic do Lobster Boat L35 é um barco de passeio ideal para a família. Sua construção em madeira laminada é a chave para um forte e duradouro casco. O Lobster L35 Classic reúne as excelentes características marinheiras do seu casco semi-deslocante – andamento suave e confortável, e economia de combustível – a um funcional aproveitamento interno de sua cabine. Seu interior inclui um banheiro, cama de casal, armários, um beliche e um espaçoso salão com comando e cozinha em anexo. A praça de popa é ampla favorecendo a prática de esportes como pesca e mergulho. Dispõe de porta varas, caixa de peixe, guarda volumes e seu piso pode ter acabamento em teca como opcional.

Trawler 70 pés “Zion”

Sala do Trawler one off

O projeto de refit do trawler de casco de fibra de 70 pés é um exemplo completo do serviço de construção de embarcações customizadas (one off) do Estaleiro Kalmar. O trabalho artesanal e exclusivo do Estaleiro Kalmar não se restringe apenas às opções de cores, acabamentos e interiores modulares. O Kalmar ampliou sua gama de atuação, oferecendo um serviço completo, construindo a embarcação 100% customizada, entendendo e realizando todas as exigências e preferências do cliente. O Kalmar agregou ao processo de construção, o gerenciamento do projeto e das equipes parceiras contratadas para serviços terceirizados, aqueles que não contemplados no escopo de marcenaria e pintura. Sistemas e equipamentos são especificados e montados conforme a escolha do cliente.

Em projetos como este, em que todo o interior foi remodelado, é necessário a contratação de um arquiteto para desenvolver as soluções projetuais e de decoração, que sigam as demandas do cliente, e que contemplem também as restrições construtivas que possam existir. O cliente pode optar em como quer o seu layout interno, que tipo de desenho e acabamento prefere na mobília (linhas mais retas, mais curvas, frisos, etc.), o tipo de tom da madeira e outros materiais que gostaria de agregar à mobília (palhas sintéticas, pedras, espelhos, Corian, etc.), cores preferenciais, tipos de ferragens (puxadores, maçanetas, sistema de corrediças, etc), acabamento do piso, eletrodomésticos, sistema de iluminação e tipos de luminárias, dentre outros detalhes.

No refit do trawler Zion, um barco antigo foi renovado, houve a necessidade de serviço de manutenção do casco, antes de se iniciar os serviço de marcenaria fina e acabamentos. Este trabalho, também executado pelo Estaleiro Kalmar, é muito importante para a durabilidade da embarcação.

Veleiro Clássico “Froya II”

Deck do Veleiro Clássico Froya II

Após dois anos de um trabalho intenso e meticuloso o Yawl de 50 pés, projetado pelo arquiteto naval americano Phil Rhodes, a restauração da embarcação foi concluída,  e o veleiro clássico Froya II o voltou a fazer viagens e trazer aos seus ocupantes a brisa e o charme que apenas um barco deste tipo pode proporcionar.

Originalmente construído em madeira mogno, spruce pine e teca, o barco norueguês, de 1968, foi comissionado por Sir Oiving Lorenzen, membro da família real norueguesa, e veio para o Brasil nos anos 70. De lá pra cá mudou diversas vezes de nome, sendo chamado de My Hobby, Halakah e por último, voltou ao nome original do projeto Froya II. Concorreu em diversas regatas, Santos – Rio e Buenos Aires – Rio, mas com o passar do tempo sofreu com a falta de manutenção que o deixou envelhecer nas águas da Baía de Guanabara. Em 2009 foi comprado por um velejador entusiasta que identificou o velho barco como um grande clássico nacional e confiou ao estaleiro Kalmar o desafio de trazer o veleiro novamente à vida. Assim, realizou uma ousada travessia sem motor do Rio de Janeiro até a cidade de Itajaí para que a embarcação pudesse renascer.

O Froya II chegou ao estaleiro e passou por uma vistoria detalhada que apontou problemas diversos nos vaus, cavernas, quilha, roda de proa e pés de cavernas, que precisaram ser refeitos. O trabalho mais fantástico foi na recuperação da roda de proa e quilha, responsáveis pela beleza dianteira do barco e sustentação das estruturas do casco, respectivamente. Nessas estruturas todo o material antigo foi removido e trocado por novas peças de madeira laminada, da proa a popa. O tabuado segurou todo o barco enquanto os serviços foram realizados. Algumas áreas tiveram parte das tabuas trocadas, um trabalho pequeno perto da necessidade de remover todas as cavilhas e inspecionar todos os parafusos, trocando aqueles que foram necessários.

O restauro não ficou apenas na parte estrutural, o trabalho foi feito em todos os detalhes e com um cuidado meticuloso manteve toda a mobília original do Froya II, reformando as peças e as fixando de forma mais eficaz com epóxi. Paralelo a recuperação da parte estrutural, as ferragens, como as antigas catracas australianas, foram restauradas e cunhos, passa-cabos, vigias, dobradiças, maçanetas, entradas de ar e prismas tornaram-se belíssimas peças em tom bronze envelhecido, dando um toque especial à estética do barco.

Pintura e verniz finalizaram a obra com acabamento impecável, fruto da experiência do Kalmar em quase 30 anos de existência. Externamente, verniz brilhante foi aplicado em elementos estratégicos, na busca da melhor solução estética para o conceito clássico. Internamente, verniz suave e fosco ressalta o tom amadeirado da mobília e anteparas, em contraste com áreas em branco tom de barbante. O piso frisado envernizado traz ao ambiente mais um toque da linguagem do design clássico e do barco de madeira. O belo casco do Froya II é agora mais imponente em seu tom Azul Kalmar. Uma linha d`água em tom verde escuro é mais um artifício para alcançar o conceito de elegância e nobreza deste precioso veleiro.

Os mastros de alumínio também foram recuperados e as novas velas, em tom cream foram escolhidas para dar o toque final a este belo clássico. Com motorização Yanmmar 110 hp, Froya II agora integra a flotilha de veleiros clássicos do Brasil.

Trawler 89 pés “Serena”

Sala de 2 ambientes do Trawler 89 pés Serena

Trawler one off de 89 pés, com casco e casaria de aço, cuja construção foi realizada pelo Estaleiro Kalmar em parceria com uma empresa de Itajaí/SC. O Kalmar também desenvolveu toda a parte de marcenaria e pintura, além do gerenciamento dos serviços adicionais. Todo o interior foi construído em madeira, com acabamento diferenciados em cada ambiente.