Volvo Ocean Race – Stopover Itajaí

Time SCA e Estaleiro Kalmar

Time SCA e Estaleiro Kalmar

A Volvo Ocean Race é um evento que agita a rotina das cidades por onde passa. O circo chega e durante duas semanas tudo é novidade: as atrações da Vila da Regata em Itajaí, os integrantes dos times caminhando pra lá e pra cá, as festas, barcos chegando, treinando, saindo. É comum que os times se envolvam em atividades locais com intuito de deixar algum legado para a cidade onde chegam, reconhecer o trabalho dos locais e também interagir com as pessoas que aqui vivem.

Logo que o time SCA, formado apenas por mulheres, foi anunciado na Volvo, imaginei que alguma ligação conosco haveria a equipe de terra de fazer. Afinal, o grande objetivo deles é mostrar ao mundo que mulheres podem, também, se aventurar no universo das atividades masculinizadas. E não demorou muito para recebermos a primeira visita de pessoas da equipe de marketing e mídia abrindo as portas para unir a SCA ao Estaleiro Kalmar na Stopover de Itajaí.

Depois de algumas trocas de emails, ficou combinado que o time completo iria passar um dia conosco, com o objetivo de desenvolver algum produto na nossa marcenaria e participar da nossa rotina. Do nosso lado, propusemos a elas construir um caiaque fabricado em uma técnica de construção amadora chamada “stitch&glue” que seria ideal para estimular o trabalho em equipe e ver o resultado concreto em pouco tempo. Com tudo mais ou menos esquematizado, as meninas do time SCA chegaram aqui pela manhã, e logo já demos início ao trabalho no caiaque, após uma breve apresentação do Kalmar e da nossa história. O grupo foi dividido em equipes menores que escolheram em qual etapa da construção gostariam de participar: corte das placas, montagem do casco ou deck, fabricação do remo, assento, aplicação de massa e resina.

Time SCA conferindo o projeto do caiaque KalmarTime SCA conferindo projeto do caiaque KalmarTime SCA construindo caiaque Kalmar

Com a ajuda de dois funcionários do Kalmar, os grupos foram orientados em como proceder no início, mas logo as meninas mostraram uma grande habilidade em trabalhar em equipe e, competitivas e determinadas que são, deram um show em manter o foco e resolver o problema por conta própria. E o resultado disso não podia ser outro: todas concentradas e encarando o desafio com vontade, dando uma aula a todos nós.

O grande objetivo no dia no entanto, era fugir um pouco da pressão sob a qual essas meninas vivem, comandando um barco ultra moderno em uma regata de forte exigência física e mental. Assim, preparamos para elas um tradicional churrasco a moda Kalmar, onde todas puderam experimentar a nossa deliciosa forma de preparar uma carne e também as nossa iguarias como farofa e ovo de codorna (sim, isso é meio desconhecido mundo afora).

Lorena Kreuger auxilia time SCATime SCA pintando o caiaque KalmarTime SCA e Estaleiro Kalmar

Para o período da tarde, a proposta era deixar o grupo, que é formado por personalidades bem diferentes, optar entre continuar o trabalho na marcenaria ou participar de uma aula de samba com um profissional que veio até as nossas instalações. Em meio a serragem, restos de epoxy e envolvidas pelo cheiro de teca, as meninas se divertiram aprendendo alguns passos desse nosso famoso ritmo que contagia, ao som de clássicos da nossa música. Aqui, soltar o quadril foi o único desafio que nem todas conseguiram superar. Para nós do Kalmar foi uma honra ter proporcionado um dia tão diferente e especial para essas guerreiras do mar. Temos um carinho enorme pelo barco magenta, e somos gratos por todo o esforço que essas velejadoras, e seus patrocinadores, investem nessa campanha.

Sabemos que o mundo ainda impõe muitas barreiras às mulheres, e os problemas começam com a descrença no seu potencial. O time SCA da Volvo Ocean Race está aqui para nos mostrar, que sim, mulheres  podem, e devem, fazer o que quiserem!

Time SCA e família Kalmar

Time SCA e família Kalmar

Gostou? Deixe um comentário!

 

Comentários

comentários

Deixe uma resposta